SEGURO BOM É SEGURO CERTO!!!

Os 10 pontos vitais do seu contrato de seguro de transporte que trazem economia e mais proteção.

A maioria das pessoas pensam que o seguro bom é somente aquele que somos reembolsados quando ocorre um sinistro. Mas como saber se você fez um bom seguro? Eu penso diferente: seguro bom é aquele que é bem feito, da primeira vez. E, para isso, precisamos estar muito atentos a 10 itens do contrato, que eu considero pontos vitais para blindagem (mais proteção) e economia (custo menor).

Minha especialidade é atender seguros de carga para o transportador e para a indústria. Se você quiser, podemos agendar uma conversa para falar especificamente do seu caso.

Clique aqui e agende uma hora diretamente na minha agenda para mais informações. 

SEGUROS DE CARGA PARA TRANSPORTADORES

Nesse primeiro artigo da série “Seguro bom é seguro certo” quero abordar pontos com exemplos e casos reais da minha experiência de mais de duas décadas – especialmente dentro do ramo de seguro de carga, que possui suas peculiaridades. A maioria dos transportadores entrega seu patrimônio (o caminhão) e mais o patrimônio do seu cliente (a mercadoria) nas mãos do caminhoneiro; uma pessoa que em muitas vezes nunca viu na vida. Um valor que muitas vezes ultrapassa R$1.000.000,00. Coisa que não acontece em muitos outros seguimentos de negócios.

Já obtivemos em uma das maiores transportadoras de Santa Catarina, uma economia de mais de 500 mil, uma melhor colocação de sua apólice e vários outros benefícios, além de uma melhor performance dos contratos de seguros.  Resultado esse que também ofereceu melhor entendimento de como, e o que realmente deve ser contratado, e se é que deve ser contratado no contrato de seguro; uma praticidade para comprar o contrato de seguros e uma substancial economia, ou seja, um custo menor.

A verdade é que a construção de um bom contrato de seguros começa muito antes. Normalmente, aqui na Tramontin Seguros, temos algumas perguntas que precisam ser cuidadosamente respondidas pela empresa, afim de conseguirmos orientar de forma personalizada e profissional.  

PERGUNTAS-CHAVE;

1) O que precisa ser protegido? 

2) Quais os principais riscos na operação de transporte? 

3) Quais os principais riscos do contrato de seguros que você consegue enxergar? 

4)  Eu tenho aquilo que imagino que tenho?

A partir dessas três perguntas-chave, conseguimos elaborar as diretrizes para o contrato de seguros. E nosso seguro precisa cobrir perfeitamente cada uma delas. Minha sugestão é você refazer essas perguntas na sua cabeça com suas apólices em mãos. Se mais de um dos quatro itens não estiver de acordo, ou não estiver claro para você, é importante fazer uma revisão. 

PROCURE AJUDA ESPECIALIZADA

Nesses casos, a revisão pode ser feita pelo seu corretor de confiança, caso seja especializado no ramo de transporte, ou um escritório especializado no ramo – desde que seja um idôneo, experiente e competente na área em questão. Nesse caso, em seguro de carga.

Desde 2000, por exemplo, a Tramontin Seguros vem construindo relações comerciais com empresas do mesmo ramo que o nosso – o que é incomum, trabalhar em parceria com concorrentes. Mas fazemos isso por acreditar numa visão sistêmica de mercado, onde ambos tem suas especialidades melhor exploradas. 

Podemos auxiliar em negociações e também analisar os contratos de seguros detalhadamente se sua empresa precisar.

Agende hoje uma conversa com nossa equipe de especialistas, diretamente em nossa agenda online.

CONHEÇA OS 3, dos 10 PONTOS VITAIS

Preciso deixar claro que essa lista de itens é parte da metodologia de proteção e blindagem da Tramontin Seguros. Autorizamos o uso dessa lista como um checklist para funcionários da área jurídica, compras ou direção de empresas, mas pedimos que não seja compartilhada sem autorização e citação de autoridade.

Vamos falar nesse artigo dos 3 primeiros pontos vitais, e na sequência abordaremos os outros 7. Aproveite para me seguir no ​Facebook, Instagram e Linkedin e salvar o site da Tramontin Seguros na sua lista de leitura. 

PONTOS VITAIS             TEMA                      RISCOS                              COMO PROTEGER

PONTO VITAL 1 Objeto do Contrato Não saber para que servo o seguro. -Não ter cobertura  -Pagar e não usar Entender exatamente a necessidade e verificar a clausula objeto do seguro.
PONTO VITAL 2 Gerenciamento de Risco Não conhecer ou ler a clausula de GR Não ter cobertura  -Pagar e não usar Entender e conhecer muito bem a sua operação e comparar com as exigências da seguradora e ajustar se necessário. Verificar se sua operação atende as exigências do contrato de seguro.  Caso não, falar com seu segurador para ajuste.
PONTO VITAL 3 Clausula especifica de Acúmulo Não conhecer o que significa Acúmulo – Não ter cobertura – Pagar e não usar Entender o que significa acumulo dentro do contrato de seguro e verificar se pode ou não ter na operação e ajustar, seja na operação o no contrato para ter cobertura.
     

Segue abaixo um vídeo que fala de um assunto muito importante para o transportador. Álcool na direção, tem cobertura?

 Afinal, há cobertura se o motorista estiver embriagado?

Aproveite e conheça nosso serviço de recuperação de sinistros não pagos.

Entre em nossa agenda abaixo e agenda uma conversa a respeito.



Autor: Rodrigo Tramontin
Rodrigo Tramontin é quem está à frente da Tramontin Corretora de Seguros. É um especialista com mais de 23 anos de experiência na área de estratégias de proteção e blindagem de ativos de valor inestimável como a sua família e seus negócios. Reconhecido no mercado por tua integridade e compromisso, se destaca pela atitude proativa de antecipar riscos e promover soluções para que pessoas possam blindar e proteger legados e capitais com eficiência. Atua como empresário há mais de 21 anos no mercado de seguros, sendo 18 deles com a Tramontin Seguros, empresa que surgiu do propósito de oferecer ao mercado uma alternativa honesta e transparente de proteger ativos, propondo-se a educar e formar especialistas na área do seguro e finanças. Rodrigo Tramontin tem como base de seus negócios e relacionamentos uma premissa básica: seguro bom é seguro certo para cada pessoa ou situação. E esse virou o seu compromisso com o mercado.

Deixe uma resposta